Filme: Bom Dia, Vietnã

Tí­tulo original: Good Morning, Vietnam

 

Duração: 121 minutos (2 horas e 1 minutos)

Gênero: Comédia

Direção: Barry Levinson

Ano: 1987

Paí­s de origem: EUA

 

Sinopse:

Saigon, 1965. Adrian Cronauer (Robin Williams), um aeronauta, foi para o sudeste da Ásia para trabalhar como disc-jockey na Rádio Saigon, que era operada pelo governo americano. Em contraste com os tediosos locutores que o precederam, Cronauer é bem dinâmico e inicia sempre as transmissões com um sonoro e vibrante “Bom Dia, Vietnã”, tocando músicas que não tinham sido aprovadas por seus bitolados superiores. Mas o que realmente chamava atenção eram as piadas que ele falava durante o seu programa, provocando a indignação de Steven Hauk (Bruno Kirby), um segundo tenente que era o superior imediato de Cronauer. Hauk tinha uma necessidade enorme de provar que era superior hierarquicamente e além disto tinha um humor pueril e patético. Movido pela inveja e ciúme, ele tenta prejudicar Cronauer mas a popularidade dele é tal que é protegido pelos altos escalões. Paralelamente, Adrian sente-se atraí­do por Trinh (Chintara Sukapatana), uma jovem vietnamita. Uma dia, quando Cronauer estava saindo do Jimmy Wah’s, um bar bem popular que era frequentados por americanos, houve uma explosão em virtude de um explosivo plástico ter sido colocado no local. Este atentado matou duas pessoas e ainda feriu trás. Apesar de ser proibido de divulgar o acontecido, Adrian narrou ironicamente o que aconteceu. Imediatamente Hauk o chamou de subversivo e foi apoiado por Phillip Dickerson (J.T. Walsh), um oficial que sempre detestou Adrian. Porém, o general Taylor (Noble Willigham) não permitiu que o incidente tomasse grandes proporções e deu só uma suspensão para Cronauer, ficando acertado que ele seria substituí­do por Hauk, que tentou ser engraçado mas só conseguiu ser ridí­culo. Para piorar, tocou várias polcas que ninguém gostava e assim conseguiu diversas críticas negativas. Além do mais, todos pediam a volta de Cronauer. Diante deste quadro, Taylor ordenou que ele fosse reintegrado, mas algo grave iria acontecer, que nem mesmo Taylor iria poder contornar.

Oscar 1988 (EUA)

  • Recebeu uma indicação, na categoria de melhor ator (Robin Williams).

Globo de Ouro 1988 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor ator – comédia / musical (Robin Williams).

BAFTA 1989 (Reino Unido)

  • Recebeu duas indicações, nas categorias de melhor ator (Robin Williams) e melhor som.

American Comedy Awards 1988 (EUA)

  • Robin Williams venceu na categoria de ator mais engraçado em cinema.

Political Film Society 1989 (EUA)

  • Venceu na categoria Paz.

 

Indicado por Cí­cero Teixeira Jr

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *